Dicas para fazer uma reforma sem dor de cabeça

O desafio de otimizar espaços envolve, além dos aspectos estéticos, cuidados com a segurança e com o andamento do projeto. Confira essas dicas para quando for realizar as próximas obras na sua casa ou apartamento!

Dicas para fazer uma reforma

O desafio de otimizar espaços envolve, além dos aspectos estéticos, cuidados com a segurança e com o andamento do projeto. Desde a necessidade de escolher apenas materiais de fornecedores líderes de mercado até o respeito por um cronograma, necessário para que você controle o investimento e o tempo da reforma.

Se você está pensando em comprar apartamento no jardim américa ou em outros bairros nobres de São Paulo – ou até mesmo se compreende a importância e quer saber mais sobre como realizar reformas sem ter uma dor de cabeça por meses, esse artigo foi feito para você!

1. Entenda a necessidade da reforma

O primeiro passo para realizar benfeitorias com tranquilidade na sua casa ou apartamento é compreender que tipos de obras deseja realizar e em quais espaços do imóvel. 

Para isso, contemple cada ambiente (quartos, sala, dormitórios, banheiros, etc) e “quebre a cabeça” para chegar à conclusão do que merece ser feito e o que só está nos seus planos por impulso. Essa reflexão é benéfica pois te ajuda a ter um panorama dos primeiros esboços do projeto e rende uma ótima economia desde o princípio.

2. Desenhando um bom projeto

Uma vez compreendidas as necessidades, o ideal é convidar um profissional qualificado (como designers de interiores) para te auxiliar nessa jornada. 

É nesse momento, por exemplo, que vocês irão definir um cronograma para as obras com data de início e término, além de definirem um teto de gastos para essa reforma.

3. Cuidados com a lei e com a segurança

Reformas são intervenções complexas que podem comprometer a infraestrutura de edifícios, dependendo da sua natureza. Para que tudo esteja em ordem e dentro dos padrões técnicos, o seu projeto deve respeitar a legislação para obras em condomínios, ou seja, a norma NBR 16280

Em seu texto, ela garante a segurança e a qualidade da benfeitoria que você deseja realizar e estabelece a responsabilidade da obra ao proprietário e à equipe contratada para as obras.

Dependendo da obra, será necessário pedir um alvará junto à prefeitura da cidade onde você mora. Para isso, você deverá contratar um arquiteto ou engenheiro responsável para preencher esse requerimento e aguardar a aprovação da prefeitura. 

Uma vez aprovado o alvará, é necessário levar o seu projeto para uma assembleia organizada pelo seu condomínio pois, mesmo aprovado, os moradores do prédio precisam entender a natureza da reforma e quanto tempo ela irá durar para que se programem e se preparem para eventuais distúrbios causados pela benfeitoria (como barulho, entulhos e tráfego de profissionais responsáveis pela obra).

4. Materiais de qualidade e equipe especializada

Quando realizamos uma reforma, um dos pontos que mais martelam a nossa cabeça é como fazer para que ela seja mais econômica. A primeira ideia é gastar menos com materiais de construção, a segunda é contratando uma equipe “baratinha, indicada por um amigo”.

A verdade é que em ambos os casos, o barato pode sair caro. Materiais de qualidade, além de não possuírem boa durabilidade, também podem trazer riscos à segurança da sua família – principalmente nas questões elétrica e hidráulica. Já a contratação de uma equipe com pouca experiência pode causar transtornos na obra como o aumento das chances de imprevistos e maior tempo de realização da reforma, culminando em gastos desnecessários.

5. Mantenha tudo em ordem

Além de exercer a política da boa vizinhança, o constante gerenciamento e manutenção de lixo gerado, cumprimento dos horários definidos pelo condomínio para esse tipo de trabalho e respeito constante do cronograma são aspectos positivos que podem definir se todo o processo será uma experiência positiva ou negativa.

O resultado de uma reforma, independente do seu tipo ou tamanho, deve proporcionar qualidade de vida para sua família. Então reflita sobre as reais necessidades das benfeitorias, desenvolva um projeto sólido e boa sorte nesse novo capítulo do seu lar!