COMO A ENERGIA SOLAR PODE AJUDÁ-LO A REDUZIR OS CUSTOS DA SUA EMPRESA!

Você tem uma indústria e os custos com energia elétrica estão cada vez maiores a ponto de comprometer a lucratividade da sua empresa?

Todos nós sabemos que nos últimos anos o Brasil vêm enfrentando um forte recesso econômico, impactando profundamente no lucro de todas as empresas.

O índice de falência nunca foi tão alto, e pouca são as perspectivas de melhora no curto prazo, onde a retomada de crescimento é bastante lenta.

Diante desse cenário basicamente desfavorável para as empresas sobreviverem no mercado restou apenas uma única alternativa: reduzir custos.

E como todo empresário, você deve saber que reduzir custos é algo realmente difícil e doloroso, afinal, nem sempre conseguimos trazer os custos da empresa para a realidade de faturamento da mesma.

E para agravar a situação, entre os anos de 2014 a 2017 a inflação da energia elétrica foi de 31,5%. Bem acima da média inflacionária do país não é mesmo?

Mas e se eu te disser que hoje, praticamente todas as empresas encontraram uma solução viável para reduzir esse custo, dando fôlego no fluxo de caixa, e criando mais competitividade no cenário econômico.

A inflação da Energia Elétrica no Brasil

Quando falamos em energia fotovoltaica para reduzir custos é normal ouvir de empresários: “O investimento é muito alto, e por essa razão não irá retornar nunca”.

Essa frase poderia fazer até algum sentido se não fosse levada em consideração a inflação do setor energético brasileiro.

Desse modo, quando consideramos a inflação do setor, chegamos à conclusão que o retorno é bem mais rápido do que esperado. Contra fatos, não há argumentos:

  • Entre 2002 a 2010 a inflação de energia elétrica foi de 186%;
  • Entre 2010 a 2014 a inflação atingiu 30%;
  • Entre 2015 a 2017 a inflação foi de 31,5%.
  • Em 15 anos, a inflação do setor foi de 247,5%.
  • Em 15 anos a inflação média do país foi de 102%.

Note que a inflação do setor energético foi mais que o dobro da inflação brasileira em 15 anos, e nesse sentido, podemos concluir que para se fazer uma análise de investimento em energia fotovoltaica esses dados deverão ser levados em consideração.

Qual o valor para instalar a energia solar em minha empresa?

Essa é a pergunta mais frequente dos empresários, e o valor do investimento varia entre R$ 50.000,00 à R$ 5.000.000,00 dependendo do consumo médio da empresa.

Para entender melhor, vamos citar um exemplo simples, sua empresa está pagando em torno de R$ 15.000,00 de conta de energia, sendo R$ 0,5/kWh.

Para que você consiga reduzir o valor da conta pela metade, ou seja, para R$ 7.500,00 por mês, garantindo uma redução anual de R$ 90.000,00 você precisará de um gerador de 120 kWp (480 painéis fotovoltaicos ocupando uma área de 1000 m2).

Retorno sobre o investimento

Se você fizer um cálculo simples sobre o retorno de investimento, pegando o valor total investido R$ 780 mil e dividi-lo pelo valor economizado no ano R$ 90 mil chegará a um prazo de 8 anos e 8 meses de retorno sobre investimento.

Esse prazo, considerando uma vida de 25 anos da sua empresa, ou até mais, seria razoavelmente pequeno, todavia, ele não considera a inflação do setor, e é aí que você esse investimento começa a ficar ainda mais interessante.

Vamos então colocar um pouco de pimenta nessa conta e encontrar esse retorno considerando a inflação dos últimos 15 anos do setor e projetá-la para 15 anos à frente.

Como nos últimos 15 anos a inflação foi de aproximadamente 247%, podemos dizer que anualmente esse valor chegou a 16% aproximadamente.

Colocando em um cenário mais pessimista vamos considerar uma inflação de 10% ao ano durante os próximos 10 anos.

Nesse sentido, para cada ano a inflação irá subir 10%, e a economia será de 50% sobre o valor da conta de energia.

Analisando o retorno

Repare que nesse sentido, quando consideramos a inflação o retorno se dá em apenas cinco anos afinal as economias serão:

  • Primeiro ano – R$ 90 mil
  • Segundo ano – R$ 99 mil
  • Terceiro ano – R$ 108.900 mil
  • Quarto ano – R$ 119.790 mil
  • Quinto ano – R$ 131.769 mil
  • Sexto ano – R$ 144.945 mil
  • Sétimo ano – R$ 159.439 mil
  • Total economizado – R$ 853.843 mil

Considerando um investimento de R$ 780 mil, a partir no sétimo ano você já começará a ter lucro.

Considerado os 15 anos, você ganhará em mais do que o valor do dobro investido, atingindo inclusive o triplo do valor.

Nesse sentido, podemos garantir que matematicamente é viável a instalação de placas solares para obtenção da energia solar.

Benefícios da energia solar nas empresas

Como você pode observar, economizar energia é apenas um dos benefícios que a instalação das placas solares pode trazer para o seu negócio.

  • Reduz o consumo de energia elétrica da distribuidora – Por produzir uma boa parte da energia com a luz solar, precisa menos da energia da distribuidora;
  • Valoriza a marca da empresa – Você pode colocar a empresa como sustentável, amiga do meio ambiente, afinal estará produzindo energia através de uma fonte limpa.

Repare que os benefícios são realmente grandes para sua empresa, e que a viabilidade da instalação realmente é fantástica.

Gostei, como funciona o sistema de energia solar?

Para que você instale o sistema fotovoltaico na sua empresa primeiramente você precisa seguir um passo a passo que vamos passar logo abaixo para você.

Passo 1 – Avaliar o local da instalação

O primeiro passo é avaliar se o local (geralmente telhado) bate sol o dia todo, e se possuí espaço suficiente para colocar a quantidade de placas necessárias capazes de reduzir em 50% o custo com a energia elétrica de sua empresa;

Passo 2 – Calcule o tamanho do sistema fotovoltaico

Como dissemos anteriormente, para cada valor aproximado de consumo você deverá ter um tamanho aproximado.

Dessa maneira, você deverá saber qual o consumo da sua empresa em kWh para saber qual o tamanho necessário do sistema fotovoltaico que será instalado.

Nessa etapa é fundamental levar em consideração se a empresa possui espaço físico, para realizar a instalação das placas que serão suficientes para a redução em 50% do custo da energia elétrica.

Passo 3 – Informe-se sobre energia solar

É importante antes de tirar orçamento sobre as placas informar-se mais sobre energia solar, inclusive sobre quais inversores solar se adaptam melhor à sua realidade.

Procure dessa maneira, sanar todas as suas dúvidas principais sobre a energia fotovoltaica.

Passo 4 – Tire um orçamento

Por fim, após certificar-se de todos os itens procure uma empresa séria, tire um orçamento e veja se ele está condizente com o que dissemos nesse artigo.

Feito isso você estará dando um passo fundamental para a economia futura dos custos de sua empresa, e para a geração de uma energia limpa e sustentável, colaborando com o meio ambiente e com o futuro do planeta.